Ventos de maio

Em maio vão acontecer dois eventos interessantes, que de fato valem a pena. Um evento local, menorzinho, aconchegante; um evento internacional de uma tribo diferente: os geógrafos da infância.

Evento local em Brasília, evento internacional na UNICAMP em São Paulo.

A cena e seus saberes

divulgação brasília

O evento local em Brasília é organizado pela Luciana Hartmann e pela Taís Ferreira, parceiras de um tempo pra cá, conjuntamente com Arlene Von Sohsten, Luênia Guedes e Melissa Ferreira. Estou gostando demais desse envento porque foi pensado e produzido como antiestrutura: autogestão, sem financiamentos. Ali vou lançar meu livro Fim do infante / Três processos dramatúrgicos: no final da tarde do último dia, 10 de maio.

Confira a programação completa no link do Facebook: https://www.facebook.com/events/404643980318072/

6th International Conference on the Geographies of Children, Youth and Families

(Sexta Conferência Internacional de Geografias das Infâncias, Juventudes e Famílias)

O evento internacional acontecerá pela primeira vez no Brasil e soube da existência dessa tribo, “geografias da(s) infância(s)”, e divulgação da conferência, justamente por meio da amiga Luciana Hartmann – que me contou a tempo, e assim inscrevi um trabalho inusitado ou diferente: um paper que relata o filme Vai virar prazer na profissão (com pitadas de luto), curta de vinte minutos realizado por mim com minha parceira de trabalho na EMIA-SP e fora dela, Priscilla Vilas Boas, e o cineasta Luiz Eduardo Cotrim. Estamos ainda discutindo em qual plataforma vamos subir o vídeo para exibição on line. Obviamente postarei por aqui no Agachamento quando isso acontecer. O mote do filme é apresentar meus cinco livros e também a possibilidade da abordagem espiral no ensino de arte, contribuição original minha que penso, hoje, ser desdobramento da noção de criança performer e a Flor da vida, propositivas que me levaram, desde 2010, a recusar a definição de arte como linguagem: arte é âmbito artístico-existencial. Quer saber mais sobre isso? Navegue por aqui no Agachamento, use a ferramenta de busca, vá no menu “artigos”, escolha e construa sua leitura…

Ainda é possível inscrever-se como ouvinte no evento que será na UNICAMP, em Campinas, São Paulo: https://www.fe.unicamp.br/icgcyf2019/pt-br

agachinhos

Procurar por pares e por diferentes, por lugares de fala e escuta, sem dualidades maniqueístas nem ataques bélicos, me parece a única saída para os tempos atuais, nos quais especialmente a área de artes como campo de trabalho e conhecimento encontra-se mais invisível do que nunca… No entanto talvez a invisibilidade, em momentos hostis, traz algo a seu favor: vamos tocando nossas vidas, nossas ideias, pensamentos, sentimentos… Procurando por brechas, frestas, respiros… Ventos de maio nos conduzindo para lugares de acolhimento e compreensão: de si, com o outro, no mundo. Espero que sim.

2 comments for “Ventos de maio

  1. Patrícia
    29 de abril de 2019 at 23:52

    não poderei ir a nenhum… Mas quero muito adquirir e ler sua nova Obra. Como faz?

    • agachamento
      30 de abril de 2019 at 16:53

      Oi Patrícia
      vc pode comprar on line no site da Livraria Blooks: http://indieblooks.iluria.com/
      e se estiver em São Paulo, capital, pode comprar no Espaço Casa Plana — rua Fradique Coutinho, 1139 (Vila Madalena)
      agradeço seu interesse!
      um abraço
      Marina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


2 + cinco =