Lobos

No dia do meu aniversário, em agosto de 2008, em uma tola segunda-feira, o lobo mau fez uma aparição:

Apareceu entre mulheres que conversavam sobre a educação de crianças, especialmente crianças de cinco e seis anos. Eram nove mulheres, contando comigo.

Uma delas negou aquela aparição, explicando a todas as outras que o lobo existe, mas mora no Zoológico.

Outra comentou que o lobo vive em uma peça de teatro, e portanto nesse  sentido ele é uma farsa: apenas uma criação humana.

Mas todas sentimos sua presença e tememos seu poder devorador, devastador.

O lobo achou graça, não se importando de ser trancafiado em jaula, nem tampouco em ser amansado pelo ator de teatro infantil. Pois seu lema é: “Falem mal, mas falem de mim!”

Que lobo foi esse que apareceu no Parque da Conceição?

Que pelo curto, que dentes afiados, que bafo ruim, que olhos diferentes dos da vovozinha…

Que bicho grande, maior que o mais perigoso cachorro, que poder em nossas mentes, que temor para nossos corações de educadores…

Que fazer diante dele?

Oferecer carne crua e depois um carinho?

Cantar musiquinha da Chapeuzinho e depois um beijinho?

Como poderíamos acariciar e beijar essa criatura devastadora?

Melhor seria queimá-lo na fogueira de São João…

Mas que exemplo seria para nossas crianças!

Que fazer diante dele?

Amordaçar sua boca, podar suas unhas, amarrar suas patas, castrar seu sexo para não se reproduzir?

Como eu faço para não temê-lo?

Me diz, me diz, psicóloga Marina, como eu enterro esse bicho vivo? Como eu nego, arrenego, o que que eu faço com esta estranha atração por seu corpo que emana calor?

Ele existe?

Ele persiste?

E responde a sábia psicóloga Marina: Não sabemos, mal sabemos…

2 comments for “Lobos

  1. du
    24 de maio de 2011 at 18:35

    Marina,
    Parabéns pelo site.
    Vida longa ao agachamento.

    beijos,

    Du

  2. Carla Monteiro
    27 de maio de 2011 at 23:55

    Obrigada pelo site Marina!
    Parabens! Vou fucar agora, como os lobos…
    bjo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


+ 4 = nove