Categoria: experiência docente

Te chamo para brincar

Nunca é tarde para retomar o faz de conta Em janeiro de 2017 todos os professores e alunos da UFMG enfrentaram a reposição das aulas que foram paralisadas por um mês, na greve por tempo determinado contra as medidas da…

Do que você se ocupa?

No momento em que o Brasil procura por seus rumos, jovens “ocupam” espaços públicos e adultos se pre-ocupam em como trabalhar com esses novos modos de habitar, em diferentes doses e âmbitos, decido escrever algo aqui no Agachamento sobre crianças…

Sobre o não saber

O curso encarnado no corpo Neste semestre estou novamente lecionando minha disciplina na pós-graduação da Escola de Belas Artes – na linha das “Artes da cena”. A disciplina tem um nome enorme, mas seu apelido é “Poéticas próprias”. Ela é…

Dois novos textos on line

Entre final de julho e início de agosto dois textos meus foram publicados: um em parceria com meu ex-aluno e orientando de TCC Francisco de Assis Aguiar (o Chicó!) e outro em parceria com o amigo e colega de trabalho…

O fim é um recomeço

O fim de um semestre para o professor universitário já é, parcialmente, o começo do semestre seguinte… Quando o processo avaliativo se instaura, me sinto sempre pensando no futuro: como trabalhar de modo a atingir o que a antropologia nomeou…

Ainda se pode ser feliz

Brechas para ser feliz Junto com o “caos federal” procurando organização (ou seria melhor verbo forjando?) o semestre letivo aproxima-se do seu final. Tenho tido bons momentos com os alunos nesse sentido. Um dos bons momentos acontece todas as quartas-feiras…

Ativismo não se ensina, se pratica

Ativismo como modo de ser e estar no mundo Com o desenrolar dos fatos do impeachment da presidenta Dilma em diante, especialmente a partir da ocupação, em Belo Horizonte, da sede da Funarte na rua Januária, e a reverberação disso tudo…