Categoria: política do cotidiano

Para ler na volta às aulas

Compartilho aqui com os leitores do Agachamento um texto meu que achei em arquivos do laptop antigo, para a seleção de emprego em uma importante editora em São Paulo, escrito em 2010. Vejam se não é próprio para a volta…

Ser canhoto e começar pelo meio

O artivismo é uma construção coletiva Chegou o ano novo! E estou de férias. Ao olhar para a agenda nova (sim, ainda tenho agenda de papel!), e para o calendário do ano da universidade, me pego imaginando projetos para ter……

Para fazer de 2018 um ano melhor

2018! Alguns frequentadores do Agachamento podem ter pensado que o ano de 2017 foi “apolítico” para mim – ao menos pelos textos das últimas postagens, nas quais comento meu Teatro de Apartamento. E, se precisasse me defender, eu diria: estive,…

Rolezinho na rampinha

Artivismo, agora praticado Em uma postagem intitulada “Eu quero ser artivista”, comentei sobre uma oficina / workshop / ato performativo que iria propor para o setor Educativo do Centro Cultural do Banco do Brasil. Este trabalho aconteceu no dia 23…

Do que você se ocupa?

No momento em que o Brasil procura por seus rumos, jovens “ocupam” espaços públicos e adultos se pre-ocupam em como trabalhar com esses novos modos de habitar, em diferentes doses e âmbitos, decido escrever algo aqui no Agachamento sobre crianças…